O sistema de câmeras do governo chinês consegue encontrar uma pessoa em 7 minutos

A China tem um dos sistemas de vigilância mais poderosos do mundo, com 170 milhões de câmeras de circuito fechado. Quão eficiente é essa tecnologia? Bem, ela precisou de apenas sete minutos para encontrar e “capturar” um jornalista.

John Sudworth, correspondente da BBC em Pequim, teve acesso ao sistema de vigilância do governo chinês. Além da enorme quantidade de câmeras (que deve mais que triplicar para 570 milhões nos próximos três anos), a rede é equipada com uma tecnologia de reconhecimento facial para identificar uma pessoa rapidamente.

Uma central de monitoramento fica na cidade de Guiyang, no sudoeste da China. Para fazer o teste, o repórter teve sua foto cadastrada no banco de dados do sistema de vigilância estatal, que já possui as imagens de todos os habitantes. Então, ele foi andar pelas ruas como um “procurado”. A polícia o abordou em sete minutos.

How long can a BBC reporter stay hidden from CCTV cameras in China? @TheJohnSudworth has been given rare access to put the world’s largest surveillance system to the test

As câmeras chinesas têm inteligência artificial para detectar idade ou gênero, bem como ler placas de carros. E, como o sistema consegue identificar cada cidadão, é possível saber onde você esteve, por onde andou e com quem conversou durante toda a semana.

Medo.